quarta-feira, 22 de março de 2017

Trilha no Parque Ecológico Cão Sentado - Nova Friburgo - RJ

Quinto ponto turístico do circuito de 3 dias organizado por mim...kkkk...em Nova Friburgo.
 
 
 
 
  Eu e meu esposo comemorando o 3º aniversário de casamento. Passeio em 21/01/2017.

 
 
A caminhada do local varia desde passagens por trilhas dentro de uma floresta lindíssima, até pontes rústicas grutas e cavernas que conduzem à Pedra do Cão Sentado.






Na Mata do Parque Cão Sentado convivem lado a lado desde árvores grandiosas, algumas rodeadas com cipós gigantes, como o jequitibá, pau-brasil, figueiras, guapuruvas, cambuás, ingás, cabriúva, ipês, a pindobinha, e outras, como a embaúba, o murici, o baguaçu, o jacatirão, a faveira, guabirobas, bacuparis, a palmeira juçara, da qual é extraído o palmito, espécies de médio porte como a samambaiaçu entre outras palmeiras diversas.







Sobre os troncos das árvores apoiam-se diferentes lianas (cipós), begoniáceas, aráceas, pteridophytas (samambaias), dezenas de orquídeas (Dendrobiuns, Oncidiuns, Laelias, etc), bromeliáceas, cactáceas, que formam a vegetação de epífitas, perfeitamente adaptadas à vida longe do solo. Nada retiram das árvores apenas buscam uma maior luminosidade e ainda retribuem o abrigo atraindo animais polinizadores, como o beija-flor, as borboletas e os morcegos.
 





A floresta do Cão Sentado tem uma peculiaridade que a diferencia de outras matas e que enriquece a sua biodiversidade.
 




 O conjunto de grutas e cavernas formadas entre gigantescos blocos de rocha cobertos por vegetações rupículas, plantas que vivem nas pedras.
 






Mais abaixo, pousados por toda a mata existe a vegetação rasteira com uma grande quantidade de violetas nativas, fungos, plantas saprófitas, sementes e plântulas que se misturam ao húmus úmido, solo natural das matas.
 
 





Toda essa biodiversidade do Parque Cão Sentado faz com que esta floresta seja muito especial.
 
 



Postar um comentário